Como escolher um Baropodômetro? Veja alguns requisitos!

blog

Qual baropodômetro escolher 7 características importantes

Como escolher um Baropodômetro? Veja alguns requisitos!

7 requisitos que você precisa saber antes de comprar o seu baropodômetro

Por que a HS Technology para falar desse tema?

A HS Technology é o fabricante do BaroScan e tem o que chamamos de Skin in The Game, o conhecimento teórico e prático para falar quais são as características importante de se avaliar em um Baropodômetro.

A empresa precisou fazer isso e colocou sua pele em risco, ao escolher quais especificações técnicas o BaroScan deveria atender. O BaroScan começou a ser desenvolvido em Abril de 2012 e foi lançado em Fevereiro de 2018. Para desenvolver foram realizadas inúmeras pesquisas técnicas e de mercado. Foi feito um extenso levantamento de mercado quando a empresa pode conhecer e testar todas as tecnologias existentes no mundo, inclusive todos baropodômetros disponíveis na época.

Em 2012 no início do desenvolvimento, foi publicado também um consenso da comunidade científica internacional a respeito de dispositivos que medem a pressão plantar e esse documento trazia requisitos técnicos e de performance que esses dispositivos deveriam atender. Foi baseado também nesse documento que nós determinamos quais características o nosso BaroScan deveria ter. Com isso fomos adquirindo esse tipo de conhecimento, nos aperfeiçoando e agora queremos trazer essas descobertas aqui para você.

01. Número de Sensores

No mercado é possível encontrar equipamentos que partem de 1.600 sensores até outros que chegam a 4 mil e 5 mil sensores.

Por que o número de sensores é importante?

Quanto mais sensores, mais informação você terá nas avaliações. E quanto mais sensores a plataforma tem, mas eletrônica pra processar os dados ela terá, portanto isso encarece o produto, ou seja, uma plataforma que tem uma quantidade elevada de sensores, terá um valor agregado maior. Essa então é uma ótima comparação de preços que você deve fazer. Se o equipamento tem o mesmo preço que o outro, é importante verificar a quantidade de sensores ou se ele tem uma quantidade próxima do outro, pois isso que agrega valor ao equipamento e quanto mais sensores, melhor.

02. Área ativa

No mercado encontraremos equipamentos que partem de uma área ativa de 40×40 cm e outros que chegam até 60×50 cm.

Por que essa área ativa é importante?

A área ativa é onde será possível realizar medições, ou seja, onde há sensores ativos. Quanto maior a área ativa, mais natural será a avaliação.

Vamos a um exemplo para facilitar o entendimento!

Em uma avaliação estática, que você quer avaliar seu paciente com a base livre, podemos notar que a distância da pisada chega a quase 47 cm. Se esse paciente fosse avaliado em uma plataforma de 40×40 cm por exemplo, ele poderia forçar a sua pisada para encaixar na plataforma, tornando o exame não tão natural ou ele pisaria para fora, impossibilitando o software de fazer a leitura do exame.

Essa mesma situação pode acontecer em uma avaliação dinâmica.

Quanto maior a área ativa mais fácil do paciente acertar a pisada dentro da plataforma de forma natural, exibindo assim um exame fidedigno a sua marcha.

O baropodômetro também avalia gestos esportivos, como saltos, agachamentos e ter uma área maior faz toda diferença, pois facilita na hora de fazer o exame e garante uma melhor execução do movimento.

03. Dimensão dos sensores

Fizemos um vídeo sobre o que é um baropodômetro? Para ver agora, clique aqui. Pois bem, nesse vídeo mostramos uma imagem pixelada, que são referentes ao tamanho de cada sensor, portanto a dimensão de cada um.

Quanto menor for o sensor, menor será o pixel da imagem e maior será a resolução do exame. Não se trata da resolução da imagem por que o software faz esse processamento de imagem para suavizar e deixar ela mais bonita e de fácil compreensão, mas se trata da resolução dos sensores que você está medindo.

Se você tem sensores menores por exemplo para um mesmo pé que tenha a mesma área você terá mais sensores ativos, ou seja, mais informações.

04. Frequência de aquisição

Essa frequência geralmente é medida em Hertz.

Por que é importante avaliar essa frequência de aquisição?

Quanto mais Hertz o baropodômetro lê por segundo, melhor. Mais dados você terá. Essa frequência significa a quantidade de leitura que aquele equipamento faz por segundo. Por exemplo se o seu equipamento faz uma leitura de 100 Hz, quer dizer que ele lê 100 quadros por segundo. E se você tem uma plataforma que lê 200 Hz, significa que ela lê 200 quadros por segundo. Essa frequência é muito importante principalmente se você avalia seu paciente dinamicamente ou se com gestor esportivos, pois você poderá extrair mais dados e mais informações desse exame.

Na imagem podemos ver um exame que foi capturada a 200 Hz e essa é a quantidade de quadros capturados nesse exame.

Imagem capturada a 200 Hz

Se esse mesmo exame fosse realizado em uma plataforma que lê 100 Hz nós teríamos a metade desses quadros, ou seja, a metade dessas informações.

Imagem capturada a 100 Hz

Ainda nesse exemplo, se o objetivo é avaliar a marcha do paciente, nos teríamos menos informações para avaliar as fases da marcha.

05. Tensão de alimentação

No mercado existem plataformas que são alimentadas via USB em uma tensão de 5 volts e é possível encontrar também plataformas que são alimentadas com 12 volts, 15 volts e que possuem uma fonte de alimentação externa.

Por que é importante avaliar a tensão de alimentação?

A tensão de alimentação é diretamente ligada à portabilidade do baropodômetro, por que se você tem uma plataforma que é alimentada via USB o transporte é mais acessível, você pode levar seu equipamento para qualquer lugar, ou seja, levando seu notebook e a plataforma, você consegue realizar avaliações em qualquer lugar. Essa portabilidade possibilita você realizar avaliações em locais abertos, parques, feiras, praças e eventos, pois não necessita de uma fonte de energia próxima.

As plataformas que são alimentadas com 12 volts, 15 volts, ou até outras tensões que necessitem de fonte de alimentação externa, precisarão sempre de uma tomada próxima. Portanto isso limitará um pouco o uso que você irá fazer do equipamento.

06. Peso do equipamento

No mercado podemos encontrar equipamentos que partem de 2 kg a equipamentos que chegam a quase 10 kg ou alguns que até passam disso.

Por que avaliar o peso é importante?

O peso também está diretamente atrelado à portabilidade, quanto mais leve o equipamento mais fácil de transportar. Outra questão que devemos levar em consideração ao avaliar o peso é o material utilizado para fabricação, pois no passado a grande maioria dos equipamentos eram extremamente pesados, eles precisavam de uma superfície rígida para fazer a avaliação e os materiais que existiam na época era de aço ou outros tipos de metais. Com o passar do tempo e com a evolução tecnológica os matérias foram evoluindo e hoje podemos encontrar materiais altamente resistentes que são leves e que cumprem com a qualidade exigida. Então é importante observar na hora da compra se o equipamento é muito pesado, ele pode sim ter uma tecnologia defasada, além de dificultar o transporte de um lado para o outro.

07. Requisitos regulatórios

Como mencionamos o BaroScan foi desenvolvido com base em um artigo cientifico, um consenso da comunidade cientifica internacional a respeito de requisitos técnicos e de performance que esse tipo de equipamento deveria atender.

E logo no inicio deste artigo tem a descrição da regulação de mercado, onde está destacado que esses dispositivos são reconhecidamente um dispositivo médico com a função de medição, portanto eles devem atender as regulações de mercado dos mais diferentes países. No Brasil e em todo o mundo ele é considerado então um equipamento médico e como tal deve ter o registro na ANVISA e a certificação INMETRO.

Por que é importante ter essas certificações?

É de extrema importância que o equipamento esteja de acordo com as normas regulatórias e não são só por questões burocráticas. As regulações existem somente para 3 finalidades, que são:

  • Garantir que o equipamento ofereça segurança para você e para o seu paciente.
  • Garantir a eficácia, ou seja, que ele irá fazer aquilo que prometeu.
  • Garantir a qualidade, ou seja, que todos que irão ser produzidos sejam iguais ao que foi certificado.

Além disso, esses requisitos são verificados no pós-mercado, portanto qualquer profissional está sujeito a uma fiscalização da vigilância, onde o produto pode ser apreendido ou até mesmo fechar o estabelecimento que esteja utilizando um equipamento inadequado.

Essa característica é muito importante de ser avaliada e geralmente é esquecida. Portanto se você quer um equipamento, com segurança, eficaz e com qualidade, você precisa verificar as certificações.

E aí, já se sente preparado para escolher o seu baropodômetro?

Para você que chegou até aqui, temos uma surpresa!

Um BÔNUS com mais 3 características e um resumo especial que irá te ajudar a escolher o seu Baropodômetro. Baixe agora mesmo o E-BOOK COMPLETO e GRATUITO!

Relacionados

Comentários

17 − catorze =