Qual a diferença entre baropodometria e termografia?

blog

termografia e baropodometria

Qual a diferença entre baropodometria e termografia?

A termografia nada mais é do que uma técnica que se utiliza do espectro infravermelho para proporcionar uma distinção de áreas de diferentes temperaturas. Assim, é possível mapear diferentes superfícies de modo a constatar variações de temperaturas.

O infravermelho, aliás, é uma frequência eletromagnética emitida por qualquer corpo, tendo a sua intensidade proporcional a sua temperatura, fazendo assim que seja possível a diferenciação. Com a captação dessas emissões, se formam os termogramas, que são as imagens técnicas que permitem a visualização da distribuição do calor da superfície que está sendo analisada.

A baropodometria é uma técnica de exame, informatizada, que permite avaliar a pressão plantar e descrever suas alterações (ANJOS, 2006). Fornece uma documentação objetiva, considerada como o fundamento da avaliação científica para o tratamento das disfunções do sistema musculoesquelético, através da avaliação da distribuição da carga plantar, além de informações sobre a superfície dos pés, morfologia do passo, pressão média e máxima exercida sobre os pés, e tipo do pé: normal, cavo ou plano, sendo uma ferramenta importante para compreender as influências posturais sobre os pés e vice versa (OLIVEIRA et al., 1998; CHAMLIAN, 1999; CASTRO, 2007). A pressão plantar é calculada pela relação entre força e superfície de apoio (ANJOS, 2006).

Convidamos um parceiro do BaroScan para falar um pouco mais dessa diferença:

“Esses dois exames têm sido amplamente utilizados por clínicos em todo o mundo e podem confundir pessoas leigas por apresentarem representações em imagens com cores parecidas. Entretanto são dois exames completamente diferentes.
A Termografia ou termometria é um registro das temperaturas do corpo. O nosso metabolismo liberada diferentes níveis de energia no comprimento de ondas infravermelhas que podem ser medidos na forma de calor. Isso pode ser muito útil na detecção de condições vasculares, inflamatórias ou tumorais. Na investigação da dor deve ser utilizada com cautela pois nem toda dor é inflamatória ou produz diferenças de temperaturas.
Já a baropodometria é o registro das forças aplicadas pelo pé contra o solo. Nesse exame vamos verificar o comportamento pé durante a posição estática e/ou dinâmica com base na pressão, velocidade e deslocamento. Áreas com maior pressão ficarão mais vermelhas e aquelas com menor pressão, ficarão azuis. No exame de estabilometria, também realizado na plataforma de baropodometria, o equilíbrio estático será mensurado analisando as pressões realizadas em um determinado tempo e espaço.
É importante reforçar que todos os exames fornecem dados que deverão ser analisados por um clínico treinado e experiente para que os sintomas e condições funcionais sejam investigados e correlacionados com exatidão.” André Mendes – Fisioterapeuta.

Relacionados

Comentários

três × 2 =